DELUXE

eu estou escrevendo essa cartinha pra dizer que fico feliz que você não esteja indo bem.

fico feliz que seus negócios estejam malogrando e que você teve um princípio de infarto por isso, que tenha torcido o pé jogando bola naquele dia de sol escaldante que me obrigou a ficar na torcida e gritando o tempo inteiro que ia fazer um gol pra mim e nem uma porcaria de gol você fez, e a cerveja além de ser itaipava estava quente e a única parte boa foi te ver suado porque mesmo suado você fica cheiroso e lindo ou até mais lindo, mas não estou aqui pra falar disso, mas para te felicitar. fico feliz que ande cheio de dores no estômago e quando me pergunta se eu acho que é grave essa gastritezinha de nada eu faço força pra lembrar de coisas tristes até meus olhos se encherem de lágrimas e fico segurando o choro e com voz trêmula e aí te digo que claro que não meu amor e você engole em seco de medo de morrer a qualquer momento. fico feliz que quando você me largou no fim de 2012 você tenha ficado meio broxa e, na verdade, eu escrevi seu nome ao contrário numa banana da terra e enterrei de ponta cabeça numa terça feira de lua minguante no pé de uma bananeira que fica numa encruzilhada, acho que deve ser a única bananeira de encruzilhada que existe então faça a contas de como deve ter macumba enterrada por lá deus me livre. fico feliz também que você esteja gordo e meio careca e cheio de rugas e esses vincos ao lado da boca já não se escondam com a barba e de sedutoras aspas se tornaram gigantescos desfiladeiros, ainda acho lindo mas sou a única, certamente.

fico feliz que a maldita da sua filha bastarda aquela loira azeda escrota esteja com diabetes como a barata cascuda fétida da mãe dela que também tem sangue ruim, que ela tenha que fazer cirurgia num olho que está meio pulando pra fora não é de hoje e ela fica tentando esconder com quilos de maquiagem e aquela sombra preta horrorosa e mal esfumada que já pigmentou aquela cara toda e está cada dia mais parecida com o zorro, bem feito. fico feliz também que você ache ela preguiçosa burra e fútil, te expliquei toda a historia do 50 tons de cinza que é o livro favorito dela mas como se fosse A história de O, que é o meu favorito, e você ficou com os cabelos em pé olhando ela passar cheio de desconfiança por ela ser uma degenerada ninfomaníaca sádica com aquela ruga no canto da sua boca que diz onde foi que eu errei com essa menina e eu notei que você passou a tratar o bosta do namorado dela com certa estranheza também porque além dessas bizarrices dos dois ele me olha atravessado, ele ficou extremamente ofendido por isso tudo e deve achar que eu tenho alguma coisa a ver com essa sua mudança de comportamento porque ele é cheio de mágoa de caboclo comigo projetando em mim a história do pai dele que também deixou sua mãe por outra mulher bem mais nova e meio que fugiram com bastante dinheiro e a família dele segundo você me contou, ficou numa miséria desgraçada e parece que eles eram bem ricos viu e hoje ele tem que trabalhar como garçom pro pseudo sogro e você nem cargo de gerente nunca deu pra ele sabe-se lá porque, de forma que ele me viu, pobrezinho, desmanchar a família que ele tinha como dele e na qual ele pretendia dar o golpe casando com a bastarda só que agora eu quero ver quem da a volta em vagabundo comigo aqui fazendo todo mundo pular miudinho e com isso você pode ficar tranquilo meu amor porque eu sou vivida e esperta e pode não parecer mas eu quero seu bem ok, e porque também, voltando ao imbecil do sei pseudo genro, ele não gosta nem da mãe dele que se casou de novo e com um cara mais jovem, veja só como é a vida, então quando pego esse projeto de malandro me julgando com aqueles olhos de bom cristão, me deixa muito feliz agir como uma lolita retardada na presença dele e você fica meio sem entender porque estou estranha e tudo pra você é coisa de mulher quando estou alegre demais ou coisa de tpm quando é tristeza demais, e daí eu vejo o mal amado (literalmente porque você me contou que a sua ex te contou que a bastarda contou pra ela que faz um ano e meio que ela não quer saber de trepar com ele e com aquela cara de polo norte dela eu acho que deve ser verdade mesmo), me olhando de canto e desejando que eu suma da face da terra e eu sugeri que você comprasse um chicote de presente de aniversário pra ele bater na bastarda quando você me perguntou o que deveríamos comprar, aí não falou comigo umas duas horas mas depois se riu todo e nós compramos um chicote pra nós mas isso não vem ao caso e pra ele compramos uma camisa horrorosa que eu escolhi com muito carinho e você ficou meio na dúvida se era bonita mesmo mas não falou nada porque acha que eu entendo de moda e eu não entendo de merda nenhuma nessa vida mas você nem imagina como eu finjo bem, e quando fui botar a camisa na sacola de presente eu espalhei pó da raiva e pó do ódio e pó do nojo que eu encomendei de um site ótimo de artigos de macumba lá do rio de janeiro e o bom é que nem tem cheiro e até hoje eles estão brigando e a última discussão foi numa sexta no meio do bar e você entrou na frente quando ela mandou uma taça com vinho e tudo na direção dele e eu comecei a chorar feito uma maria do bairro dizendo que manchou a sua camisa que era uma lembrança da nossa viagem pra serra gaúcha e realmente paguei com dor no coração em 7 vezes no meu cartão de crédito rezando pra máquina não acusar saldo insuficiente e a vendedora com aquele olhar desejando mais que ganhar na mega sena que pudesse me falar ai desculpa moça quer que tente de novo? mas graças a deus nada disso aconteceu e eu pude te esnobar depois naquela loja quando você comprou metade do estoque deles de tudo que eu achava bonito e isso foi numa butique de luxo lá em Canela e, nesse dia, quando voltei pro hotel e disse que tinha te comprado uma coisinha os seus olhos até brilharam você ficou tão feliz e usou na mesma noite quando saímos pra jantar e via-se de longe o brilho sedoso do algodão egípcio da camisa azul clara com umas linhas prateadas meu deus que coisa mais chique e elegante você ficou e disse que só usaria em ocasiões especiais mas depois usou várias vezes porque todo mundo sempre elogiou quando você usou e então, você ficou louco da vida e sentimental gritando pros dois idiotas na frente de todos os seus clientes que olha o que vocês fizeram no presente que a luana me deu seus dois imbecis idiotas imprestáveis querem acabar com tudo o que eu tenho seus idiotas enquanto eu chorava inconsolável, eu nunca vou esquecer como me diverti nesse dia.

fico feliz também que o punheteiro do seu filho tenha um jeito meio afeminado e uns traços meio femininos também, uma boca desenhada e carnuda demais e rosa demais e use brincos extravagantes demais pra um garoto, e quando notei essas coisas e comentei com você tão inocentemente, súbito você parou de gritar aos quatro cantos como ele era parecido com você pra dizer que ele havia puxado ao seu ex-sogro, espero não ter sido minha culpa. e essas roupas de maloqueiro que ele usa e você odeia e se queixa pra mim e eu digo que é coisa dos meninos da idade dele e mijo de rir nas suas costas porque ele deixa tudo de lado as coisas caras que você compra pra ele, espero que tudo isso te envergonhe e te deixe desapontado porque o único filho que você tem é um bostinha imbecil e adolescente como todos os outros (e mais burro que a média também visto que ninguém tá muito preocupado com a educação dele), mas mesmo assim eu tenho qualquer carinho por esse garoto e até já escondi umas calcinhas minhas na gaveta dele como se tivesse misturado sem querer da lavanderia e esperei o circo pegar fogo mas depois que me afeiçoei ao moleque, eu me esqueci dessa maldadinha e não peguei as calcinhas de volta e olha só como é o destino e como isso tinha que acontecer mesmo veja como não tive culpa nenhuma, você sem querer foi encontrá-las todas meio babadas na gaveta da mesa dele quando foi procurar o seu relógio pra gente sair pra jantar enquanto eu e o bostinha te esperávamos na sala assistindo o jornal nacional, e no fim das contas não saímos pra jantar porque nas primeiras duas horas eu tive que te acalmar pra você não jogar o menino da sacada segurando minhas calcinhas vermelhas que são as suas favoritas como se levasse a bandeira de esparta em direção ao punheteiro, depois mais uma hora pra conseguir decifrar o italianês-gauchês que você estava berrando e depois disso a cinta cantou até de madrugada, fui pro quarto e fiquei lendo umas coisas do mestrado e quando você se acalmou e veio deitar me perguntando se tinha exagerado eu disse que você me conhece e sabe que eu não gosto de violência mas ele estava merecendo uma lição porque além de roubar minhas calcinhas eu já havia pego ele me espiando no banho algumas vezes e quando eu estava me masturbando no quarto também e quando você arregalou seus olhos verdes ficou de quatro na cama juro que parecia mesmo um touro bravo saindo raios e fumaça pelo seu nariz e ouvidos, puxou os cabelos e tudo berrando o queee você está me dizendo luanaaaa, e eu expliquei em bom português e fazendo umas mimicas também que eu estava brincando com a minha perereca e você ficou meio doido e o pior de tudo é que essa parte era verdade mesmo viu, mas eu te expliquei que isso é normal na idade dele e em qualquer outra idade também.

fico feliz também que no dia em que você decidiu se abrir pra minha mãe a respeito de nós dois você se lembra, ela tenha te feito chorar e tenha te chingado e te feito engolir cada um dos dias de choro e sofrimento e comprimidos e tristeza e lamentos e solidão e arrependimento e dúvida e mentiras e abandono e escolhas e medo que vivi, tudo-tudo mesmo, ela só não te bateu mas até onde eu saiba ela nunca bateu em ninguém, mesmo você achando que seria fácil abrir o jogo com ela afinal ela é mãe e mães sempre entendem as coisas e eu não tenho pai que vai te olhar e dizer quem você pensa que é pra entrar na minha casa e dizer que tem um caso com a minha filha? só que a minha mãe é justamente esse pai e meu deus do céu você ouviu muita merda naquele dia e mesmo pedindo perdão e segurando nas mãos dela (o que eu acho que foi pior porque você ficava pegando nas manchinhas que ela tem nas mãos e ela é muito complexada com elas então imagine) e dizendo que me ama e que sou o amor da sua vida e que você estava se separando por isso estava ali falando com ela e que nós iriamos nos casar e a velha historia do tudo é questão de tempo, aquela foi a segunda-feira mais fria do ano e você estava de short e tremendo não sei se de nervoso ou frio mesmo e minha mãe teve dor de ouvido depois e nenhum de nós vai esquecer esse dia nunca mais eu tenho certeza disso. 

na verdade, meu amor, eu não fico feliz que seus negócios malogrem, mas eu realmente espero que você tenha muito azar se não me tiver como amuleto. quando eu estiver longe de você espero que todos os seus dias sejam quarta-feira, que engasgue com espinho de peixe, perca a carteira com todos os documentos, que decretem a lei seca e o toque de recolher, que se corte com papel, que o grêmio perca os jogos, que você chute as quinas, tome chuva, tenha caspa, soluços, pesadelos e, sobretudo, muita saudade de mim.

feliz aniversário meu amor, te amo e estarei ao seu lado te fazendo feliz, pra sempre.

:)

kingofconeyisland:

cash4gore:

protip: refer to all your mistakes as “artistic choices”

image

:)

ohsomanybooks:

favourite book dedication goes to: dan wells

genio da humanidade.

ohsomanybooks:

favourite book dedication goes to: dan wells

genio da humanidade.

She herself is a haunted house. She does not possess herself; her ancestors sometimes come and peer out of the windows of her eyes and that is very frightening. She has the mysterious solitude of ambiguous states; she hovers in a no-man’s land between life and death, sleeping and waking.
Angela Carter, “The Lady of the House of Love”
SIM.

SIM.

Alien Abduction: Incident in Lake County (1998)

espetacular, maravilhoso, gênio da humanidade, estou terrivelmente apaixonada pelo que vi, obrigada senhor por mais um bom filme assistido.

dhrupad:

Intaquam (1969)

G-ZUZ

dhrupad:

Intaquam (1969)

G-ZUZ

Ela rezou um terço inteirinho de joelhos com o bebê no colo, depois ela se sentou, o bebê ficou distraído com o balãozinho amarrado no pulso e ela chorou. Eu que fui pra rezar por mim, acabei rezando por ela, tomara que ajude.

Ela rezou um terço inteirinho de joelhos com o bebê no colo, depois ela se sentou, o bebê ficou distraído com o balãozinho amarrado no pulso e ela chorou. Eu que fui pra rezar por mim, acabei rezando por ela, tomara que ajude.

bonjour tumblr.

bonjour tumblr.

mai porque ce fica tirando 50 milhões de fotos a hora que eu to comendo?

pra quando você for velha ter lembrança de como era linda.

linda comendo? ninguém é linda comendo.

pra você ter idéia como você é linda minha filha.

obrigada mai.

eu & meu benzão

eu & meu benzão